Projeto Londrina – Cinema

Anúncios

[Projeto Londrina] Manchetes

Nesse post iremos comentar algumas manchetes que englobam o recorte temática ”Cinema na cidade de Londrina”.

Casa de Cultura promove debate sobre cinema

Tal iniciativa é muito bem vinda, visto que projetos como este não são comuns na região. Através de debates como esse, podemos mudar nossa forma de ver filmes e obras audiovisuais, extraindo conhecimento de tais obras.
Também podemos notar que o debate será coordenado por um importante profissional da área, o que praticamente garante bons frutos advindos do evento. Além disso, as diversas qualificações do coordenador reforçam a ideia de que a cidade de Londrina possui bastante potencial no que diz respeito às artes, de modo geral.
Além do debate em si, também será possível que apreciemos a obra que deu origem ao evento ”Minha Terra, África”, um filme que nos faz refletir acerca de nossos valores e que chama a atenção para a violência ao redor do mundo.

Cineclube promove oficina de produção cinematográfica

A existência de uma oficina como essa é de extrema importância para que a cidade ganhe espaço na área de produção cinematográfica. Através dela, pode-se auxiliar na formação de um ótimo profissional, mostrando que o cinema também pode ser utilizado de forma didática.
além disso, a iniciativa pode atrair mais projetos e pessoas interessadas no assunto para a região da cidade de Londrina, fazendo que a área cresça cada vez mais, gerando retorno e capital para a cidade.
A oficina do Cineclube também estará ajudando jovens carentes a se focarem em uma profissão, afastando-os da rua e da violência.

UEL abre dia 11 o ciclo de cinema “Cine Capela”

Tal iniciativa é de extrema importância, não só para a cidade de Londrina, como também para o cinema nacional. O fato de uma universidade renomada no Paraná e no Brasil estar promovendo este tipo de evento colabora para que se tenha uma visão mais séria e social das artes cinematográficas, elucidando obras regionais e nacionais, o que desperta o interesse de jovens e estudantes para a atual cena cinematográfica de Londrina.
É importante ressaltar que são inciativas como essa que acabam por desenvolver o potencial de nossa cidade e atrair olhares para os projetos e eventos londrinenses.
Esperamos que mais eventos como este, também promovidos por outras universidades, colégios e escolas, ocorram em nossa cidade no futuro.

Mostra de Cinema debate Consciência Negra

Mais uma vez, podemos notar o uso do cinema como ferramenta conciliadora e didática. A presença de um cineasta tão importante para o cinema nacional na cidade para uma discussão acerca de um filme tão importante como ”Compasso de Espera” é, sem dúvida alguma, uma ótima oportunidade para o londrinense que deseja se inteirar melhor sobre a questão racial. O fato de que a discussão faz parte da programação de um evento apoiado por diversos grupos importantes, como o Laboratório de Cultura e Estudos Afro-brasileiros (Leafro), a Prefeitura Municipal de Londrina, o Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial (CMPIR), o Movimento Negro de Londrina e o Departamento de Ciências Sociais da UEL , indica que o filme é uma parte importante da história do cinema nacional que está se fazendo presente na cidade de Londrina.

[Vídeo] Reportagem e entrevista com Rafael Arruda

Olá. Neste post, iremos apresentar uma entrevista que fizemos com o ator, diretor, produtor e apresentador Rafael Arruda. Na entrevista, Rafael respondeu algumas perguntas sobre o processo de criação de uma série ou filme, além de contar como começou sua carreira. No vídeo, também falamos sobre as séries mais antigas e sua influência no cenário atual, recomendando tanto séries dos anos 80/90, quanto as contemporâneas. Esperamos que gostem.

Aqui vai a transcrição parcial da entrevista. A parte em negrito é a que aparece no vídeo.

Pastel de Séries: E agora a gente vai fazer uma entrevista com o Rafael Arruda, do programa Entretendo. Ele também é ator e diretor. Vamos começar então. Quando surgiu o seu interesse por filmes, séries e programas?

Rafael: A minha formação começou com o teatro, fui professor de teatro. Aí chegou época da faculdade e decidi fazer jornalismo, mas mais focado na parte de publicidade e entretenimento. Procurei juntar o lado artístico com a parte do jornalismo.

Pastel de Séries: Você acha que é difícil iniciar uma produção independente no Brasil? Acha que falta incentivo por parte do governo e dos canais?

Rafael: É muito difícil mesmo. Tem que estar sempre inovando, tem que aprender bastante sobre comercialização, porque, na televisão, você tem que ter patrocinadores ou você não se sustenta. A pessoa que entra nesse meio querendo ser apenas um apresentador, se ela se focar só nisso, provavelmente não vai se dar muito bem. Então você tem que abrir os horizontes, procurar entender de tudo que envolve o programa: o contéudo, a apresentação, a edição, a produção, a venda… Sobre o incentivo, acho que depende muito mais de você correr atrás de empresas e pessoas que possam apoiar a sua ideia do que da própria TV, porque os canais recebem muitas propostas e apenas as mais completas vão ter o seu espaço.

Pastel de Séries: Você tem alguma dica para quem quer seguir carreira nesse meio televisivo ou trabalhar com séries, filmes ou programas?

Rafael:  Eu recomendo aproveitar a estrutura que os pais dão para aprender. Desde os meus 14 anos eu já ficava no computador, aproveitando pra mexer no Corel, fazendo alguma arte no computador. Eu fazia cartõezinhos e vendia para os amigos. Então, a dica é aproveitar o tempo livre para criar. Se você tem que um projeto e quer ver ele se tornar realidade, você tem que colocar tudo o que você precisa no papel para depois discutir com a sua equipe. E tem que ter muita força de vontade, porque sem ela você não consegue nada.

Pastel de Séries: Muito obrigado pela entrevista!

Rafael: De nada, espero que dê certo!

Então, essa foi a entrevista com o Rafael Arruda. O programa Entretendo é exibido toda sexta-feira às 21:20h na TV Tarobá, com reprise no sábado às 10:50h.

Agora, confira o vídeo com a entrevista:

Aprendemos, através desta experiência, muitas coisas sobre como funciona o processo de produção e direção de uma série e de um filme. É muito mais fácil aproveitar e valorizar uma obra como Breaking Bad, House, Game of Thrones, Boardwalk Empire ou Dexter quando possuímos uma noção do processo criativo e do esforço empregado na sua criação. Esperamos que tenham gostado do vídeo tanto quanto nós gostamos de produzi-lo.

Fontes: Cenas de Friends, The Sopranos, Game of Thrones, Mulher de Fases e da premiação do Emmy Awards 2010.

Indicados ao Emmy Awards 2011

A 63ª edição do Emmy Awards ocorrerá no dia 18 de Setembro de 2011, com uma lista de indicados divulgada recentemente. O prêmio é uma espécie de ”Oscar dos seriados” e é muito concorrido e valorizado no meio televisivo. Abaixo, segue a lista dos indicados em cada categoria, bem como o meu palpite do ganhador em negrito, em algumas das categorias.

Leia Mais…

Contagem regressiva: 4ª temporada de Breaking Bad

Tempo é algo engraçado. Eu assisti às três temporadas de Breaking Bad em uma semana (aliás, menos), em dezembro. Isso foi há 7 meses, mas por algum motivo eu sinto como se fosse há mais de um ano. Faltando poucos dias para a estreia da nova temporada chegar, eu revejo algumas cenas que deixaram marcas até aqui.

E eis que a AMC nos brinda novamente com um novo trailer:

Walter White está de volta, e dessa vez ele não está em perigo.

Ele é o perigo.

Faltam 11 dias!

[Resenha] Game of Thrones

Game of Thrones

Quem sabe vocês tenham notado que, na parte do site intitulada ”Sobre”, minha série favorita não é mais Boardwalk Empire e sim Game of Thrones. Não que eu tenha mudado minha opinião sobre BoE, visto que ainda a considero uma das melhores séries que já vi, mas a qualidade de Game of Thrones é inquestionável. Diria até que é o Avatar das séries de televisão. E não, não é exagero.

Game of Thrones é uma série do canal pago HBO, baseada na série de livros criada pelo escritor americano G.R.R.Martin, A Song of Ice and Fire, seguindo fielmente a narrativa apresentada nos livros.

A série se passa nos Sete Reinos de Westeros e narra a história de Lord Eddard ”Ned” Stark e sua Casa, os Starks, e os acontecimentos que se sucedem ao chamado do velho amigo de Ned, Rei Robert Baratheon, para que o mesmo sirva ao seu lado como a ”Mão do Rei”, um cargo de muita honra e responsabilidade. Também acompanhamos a tentativa do ambicioso Viserys Targaryen de reconquistar o Trono de Ferro, atualmente ocupado por Robert Baratheon, ao casar sua irmã Daenerys com o Khal dos Dothraki (uma violenta tribo de guerreiros), Drogo.

Daenerys Targaryen

Daenerys Targaryen, Filha da Tormenta

Agora, vamos ver as notas:

História: 10/10: Digam o que quiserem, a narrativa de Game of Thrones supera em muito a maioria das outras séries de televisão. É algo simplesmente incrível. O mundo onde se passa GoT é rico em personagens cheios de personalidade e possui uma cultura rica, bem como uma história muito bem detalhada e importante.

Atuação: 10/10: Destaque para a atuação de Sean Bean, o Boromir de Senhor dos Anéis, no papel de Ned Stark, Peter Dinklage como Tyrion Lannister (que aliás, é um dos meus personagens favoritos), Kit Harington dando vida a Jon Snow, Jack Gleeson como Joffrey Baratheon e Emilia Clarke no papel de Daenerys Targaryen. Na verdade, não consigo pensar em nenhum ator cuja performance não é no mínimo excelente. Até aqueles que aparecem em apenas um episódio são fantásticos.

Direção Artística: 10/10: De cair o queixo. Os cenários são incríveis, as vestimentas dos personagens são bastante realistas e violência que aparece com frequência nos episódios é muito bem retratada, com destaque para a cena onde Khal Drogo arranca a língua de um oponente pela garganta aberta.

Trilha Sonora: 10/10: Perfeita. Faixas que trazem o espectador ao ambiente hostil e bélico que é Westeros. Os gritos de batalha e canções dos bardos são muito bons, também.

NOTA FINAL: 10/10 — Perfeito

E é isso. Não consegui achar um único defeito em Game of Thrones. Pra falar a verdade, como a primeira temporada cobre os acontecimentos do primeiro livro, acho que agora irei comprar o segundo livro, ”A Clash of Kings” pela internet. Até a próxima resenha.

Boardwalk Empire: Tease da 2ª temporada

Apesar de ter gostado muito de Boardwalk Empire, terminei a primeira temporada e esqueci completamente da série. Mas aí a HBO lançou o Tease da segunda temporada, e…

Pois é, acho que qualquer um que assiste isso ficou entusiasmado novamente, não?

A segunda temporada volta em setembro.