Arquivo | The Walking Dead RSS for this section

[Resenha] The Walking Dead 1ª Temporada

The Walking Dead

Produzida por Frank Darabont (conhecido por dirigir The Shawshank Redemption, The Green Mile e The Mist, filmes baseados nas famosas obras do escritor Stephen King), The Walking Dead estreiou em Outubro de 2010, baseada na graphic novel de  mesmo nome escrita por Robert Kirkman, Tony Moore e Charlie Adlard.

A série já começou com um sucesso estrondoso: talvez sejam os atores, o clima de insegurança e terror, o sangue e as entranhas voando à esmo pela tela ou o simples fato de que todos adoram zumbis. De qualquer modo, esta série é bastante boa e seu sucesso faz todo o sentido.

The Walking Dead narra os eventos que se seguem a um apocalipse zumbi, sob a perspectiva do xerife Rick Grimmes. Ao atender uma chamada policial, Rick é baleado e entra em coma. Ao acordar, encontra o hospital em caos, repleto de mortos vivos. Sem entender a situação, o xerife procura desesperadamente sua família, ao mesmo tempo em que tenta se manter vivo e lúcido em meio a um mundo devastado.

Rick Grimmes

Rick Grimmes

E agora, as notas:

História: 8.2/10; A história não é o ponto alto da série, pecando em algumas partes, mas, no geral, faz sentido. O que tira pontos nesse quesito é o clichê de sempre: zumbis. Embora The Walking Dead dê uma repaginada no conceito, você ainda fica com aquela sensação de ”Eu já vi isso antes”. Outra coisa importante de se destacar são as contradições no enredo: em certo ponto da trama, Rick avisa à alguns sobreviventes sobre a importância de não deixar o sangue dos zumbis tocar seus olhos, pele ou boca. Entretanto, em vários momentos, em diferentes episódios, pode-se observar os personagens praticamente se banhando em sangue dos mortos-vivos, sem nem esboçar preocupação.

Atuação: 9.0/10; O elenco desta série é muito bom. Destacam-se Andrew Lincoln no papel do personagem principal Rick Grimmes, a excelente atriz Sarah Callies que dá vida à esposa de Rick, Lori, e os carismáticos Jeffrey DeMunn e Steven Yeun, que interpretam, respectivamente, Dale Horvath e Glenn.

Direção Artística: 9.5/10; Ótima. O efeito das vísceras, dos golpes e dos tiros é muito bem produzido. O próprio visual dos mortos-vivos é extremamente bem feito, podendo inclusive não ser apropriado para determinadas audiênciais.

Trilha Sonora: 8.5/10; Não é uma obra prima, mas completa e enfatiza o clima sombrio e assustador da série.

Outro ponto interessante da série são as relações humanas e sociais em uma situação de catástrofe como essa, em que os efeitos parecem ser quase definitivos. Isto será abordado em outro post, pois é um ponto amplo e interessante, sendo melhor não o resumir.

NOTA FINAL: 8.8/10 — Bom

Aí está uma série interessante, que parece ter ainda muito conteúdo a apresentar. A AMC já renovou The Walking Dead para uma segunda temporada, que será composta de 13 episódios, mais que o dobro da primeira temporada. Acho que isso, por si só, já é prova de seu sucesso em relação ao público.